Consulta Imposto de Renda 2018 → Malha Fina e Restituição

Compartilhe:

tema do artigo de hoje é Consulta imposto de Renda 2018. O Imposto de Renda 2018 é um tributo importante, que é cobrado sobre o rendimento recebido pelos trabalhadores.

A declaração do imposto de renda é algo considerado obrigatório para todos que ultrapassam o valor definido pelo Governo Federal. Quem deve declarar esse tributo mas não o faz está sujeito a algumas penalidades, como a proibição de tirar passaporte, fazer provas de concurso público ou ainda realizar financiamentos ou empréstimos. Já oara quem está em dia com a declaração do IRPF, a Receita Federal do Brasil disponibiliza um item bem importante: a consulta Imposto de renda 2018.

consulta-imposto-de-renda

Em certos casos, o trabalhador que fez a declaração do imposto de renda poderá receber uma restituição do imposto de renda. Para saber se você também tem direito a restituição, é preciso que realize uma consulta do IRPF 2018. Então,  se você quer aprender a como consultar o imposto de renda, recomendo que leia o artigo até o final.

Consulta Imposto de Renda 2018 – Como consultar o IRPF

A consulta do imposto de renda 2018 é fundamental para você saber se tem direito à restituição do imposto de renda. Somente por meio desta plataforma de consulta será possível se informar sobre esse direito destinado aos contribuintes do imposto de renda. Uma das maiores vantagens em usar a plataforma de consulta do IRPF é a facilidade de utilização. Isto porque a ferramenta foi desenvolvida para atender a todos os públicos, inclusive os mais leigos que não possuem muita familiaridade com tributos ou com informática.

Assim, é provável que você não tenha dificuldade em fazer sua consulta IRPF 2018, desde que siga todas as instruções da forma correta. A consulta do IRPF pode ser resumida com os seguintes passos:

Consulta Imposto de Renda 2018

A primeira informação solicitada é o número do seu cadastro de pessoa física, popularmente conhecido como CPF. A sequência numérica do seu CPD deve ser digitada de forma completa, incluindo o dígito verificador. Você não precisa colocar pontos ou traços, o sistema já separa os dados da forma correta.

Saiba mais sobre o IRPF 2018:

O segundo item pede que seja selecionado o ano de consulta do imposto de renda. Você pode realizar a consulta IR 2018 de 1999 até 2017.

O dado seguinte solicita a data de nascimento do contribuinte. Nesse item, é necessário que digite o dia e o mês com dois números e o ano com quatro.

Para finalizar, o contribuinte deve digitar os caracteres que são exibidos numa imagem. Esses caracteres são misturados e contém tanto letras como números. Normalmente, a imagem é formada por seis caracteres. Esse passo evita que a consulta ao IR seja feita por programas automáticos, os famosos robôs, o que poderia prejudicar o uso da plataforma pelos outros contribuintes ou sobrecarregar o sistema.

  • Feito isso, o contribuinte deve clicar no botão ‘consultar’. Se todas as informações estiverem completas, você será direcionado de forma rápida à página de consulta que contém as restituições do IRPF 2018.

Quem deve declarar o Imposto de renda 2018?

É importante que o contribuinte saiba quem precisa declarar o imposto de renda 2018. Sabendo disso você pode saber quais os requisitos que fazem com que um contribuinte seja obrigado a efetuarr a declaração de ajuste anual do imposto de renda.

A seguir serão listados os requisitos que torna uma pessoa contribuinte para a Receita Federal. Então veja quem precisa declarar o IRPF 2018:

  • Quem morava em outro país, mas se mudou para o Brasil;
  • Pessoas físicas que tenham rendimentos tributáveis acima de R$ 28.123,91 em 2017;
  • Pessoas físicas que tenham rendimentos não tributáveis acima de R$ 40.000,00 em 2017;
  • Pessoas físicas que tenham posses de bens de direitos (veículos, imóveis, terrenos, etc) com valor maior que R$ 300.000,00;
  • Pessoas que fizeram operações na bolsa de valores ou no mercado de capitais;
  • Pessoas que tenham receita bruta proveniente da atividade rural superior a R$ 140.619,55;
  • Quem fez a opção pela isenção do imposto de renda ao vender imóveis residenciais, no caso do valor venal ter sido usado para aquisição de outro imóvel também residencial, localizado no Brasil.

Os dados mencionados acima são condições que se encontram no próprio site da Receita Federal, atualizados para o Imposto de Renda 2018. Entretanto, nem todas as pessoas precisam pagar o imposto de renda. Veja se você pode solicitar a isenção do imposto de renda, conforme as regras estabelecidas pela Receita Federal.

Compartilhe: