Cronograma Imposto de Renda 2018

Compartilhe:

O imposto de renda é um tipo de tributo que exige que o contribuinte, pessoa física ou jurídica, pague um determinado percentual de sua renda para o fisco. O cálculo do valor que deve ser pago pelo contribuinte possui como base a riqueza que é produzida pelo contribuinte, seja ela resultado de trabalho ou de capital. A declaração ao fisco costuma ser feita nos meses de março e abril. Os contribuintes que pagaram mais impostos do que deveriam, receberão a restituição do imposto de renda. Já aqueles que contribuíram menos do que deveriam, correm sérios riscos de cair na malha fina. Confira a seguir o Cronograma Imposto de Renda 2018.

Prazo para declaração IRPF 2018

O prazo máximo para declarar o imposto de renda do ano de 2017 se excedeu às 23 horas e 59 minutos do dia 28/04/2017. A não declaração do imposto de renda implica em multa com valor mínimo de R$165,74, sendo que  o valor máximo pode atingir 20% do imposto devido. A orientação dada é que mesmo os contribuintes que perderam o prazo de entrega e não declararam todos os dados que deveriam, façam uma declaração incompleta, para reduzir o risco de tomarem multa.

cronograma imposto de renda

Cronograma Imposto de Renda 2018

As restituições serão realizadas conforme a ordem de declaração do imposto, e terão prioridade no recebimento os contribuintes com idade igual ou superior a sessenta anos e aqueles que são portadores de necessidades especiais. No ano de 2018, o pagamento das restituições do IRPF 2018 será realizado em sete lotes, sendo que o primeiro será efetuado em junho e o último lote de restituições em dezembro, de acordo com o o cronograma Imposto de Renda 2018 publicado no Diário Oficial da União.

  • 1º lote de resituição: 16 de junho de 2018
  • 2º lote de resituição: 17 de julho de 2018
  • 3º lote de resituição: 15 de agosto de 2018
  • 4º lote de resituição: 15 de setembro de 2018
  • 5º lote de resituição: 16 de outubro de 2018
  • 6º lote de resituição: 16 de novembro de 2018
  • 7º lote de resituição: 15 de dezembro de 2018

Quem Deve Declarar o IR?

Para a declaração do imposto de renda 2018, que acontecerá somente no ano seguinte, o governo ainda não definiu os critérios e nem os valores mínimos, mas para tomar como base, o trabalhador pode levar em consideração o exercício de 2017.

Por isso, segue abaixo quem deve declarar o imposto de renda:

  • Teve rendimentos acima de R$28.559,70, independente da fonte ter sido trabalho, pensões ou outros benefícios;
  • As pessoas que possuem veículos e outros bens materiais, tais como imóveis, por exemplo, com valor superior a R$300 mil;
  • Os que tiveram ganho de capital por meio da venda de veículos e/ou imóveis;
  • Os que tiveram receita bruta de atividade rural com valor maior que R$142.798,50;
  • Aqueles que receberam valor mais que R$40 mil através de rendimentos isentos;
  • As pessoas que realizaram operações de compra ou venda na bolsa de valores.

A declaração do imposto de renda também é obrigatória para estrangeiros que estão nas situações citadas acima e passaram a morar no Brasil.

 

Para os contribuintes que ainda possuem dúvidas e querem fazer alguma consulta sobre o imposto de renda, é recomendável acessar o documento de perguntas e respostas disponibilizado online pela Receita Federal. É importante destacar que quem entrega a declaração com antecedência possui alguns privilégios, como por exemplo o fato de receber a restituição do Imposto de Renda mais cedo, caso a Receita Federal não encontre erros ou omissões nas declarações.

Compartilhe: